Voos diários se consolidam e são sucesso em Toledo

O município de Toledo comemora, nesta terça feira (9), mais um marco do desenvolvimento: seis meses de voos comerciais realizados pela Azul Linhas Aéreas no Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho. Mas não apenas isso, três dos seis meses foram de voos diários, de domingo à sexta-feira com o avião, praticamente, lotado. Até o momento, a aeronave ATR-72 já decolou mais de 80 vezes de Toledo levando em média 60 pessoas a 500 Km/h para Curitiba. Já são mais de 4,5 mil pessoas embarcadas e 4,2 mil desembarcadas em Toledo.

Os dados não são apenas números, eles representam o grande potencial de Toledo no desenvolvimento econômico. É o reflexo dos R$ 2,2 bilhões de Valor Bruto de Produção (VBP) só em 2018, que mantém Toledo em 1º lugar em todo o Paraná há mais de dez anos. É o reflexo do trabalho de pessoas que acreditam em Toledo, como Augusto José Sperotto, sócio proprietário e diretor da Fiasul Indústria de Fios Ltda.

Agora que o aeroporto de Toledo tem voos comerciais, Augusto utiliza os serviços quase que semanalmente. Para ele, ter a possibilidade de embarcar na própria cidade faz toda a diferença. “Isso encurta o caminho. Nós perdemos menos tempo com deslocamento e, muitas vezes, é o que faz a diferença nos negócios. Representa um crescimento para Toledo e para toda a região, pois é mais perto para quem vem de Palotina, Guaíra e até Mato Grosso do Sul”.

Augusto acrescenta que ter que embarcar em Foz do Iguaçu, por exemplo, representa um aumento de três a quatro horas na viagem, que por sua vez custa caro para as empresas. “Nós nunca imaginávamos que poderíamos ter voos comerciais diários na nossa cidade, sobretudo, com a lotação que está tendo. É um resultado positivo para o município e para nós (empresários) que acreditamos e investimos dinheiro no aeroporto desde o início”.

“O aeroporto é um elo de logística importante para o desenvolvimento econômico do nosso município e de toda região Oeste. A administração luta para proporcionar desenvolvimento para a cidade, mas também oferecer qualidade de vida para os seus moradores. Isso acontece em todos os setores”, afirma o prefeito Lucio de Marchi.

 

Potencial

O potencial do Aeroporto Luiz Dalcanale Filho vai ainda mais além. A Prefeitura por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, de Inovação e Turismo (Deseco) busca a certificação definitiva do aeroporto junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que vai possibilitar expandir as rotas e ampliar a gama de serviços do local. A obtenção da certificação exige que o aeroporto atenda parâmetros de segurança obrigatórios estabelecidos pela Anac, que, conforme explica o diretor do aeroporto de Toledo, Luciano Puzzi, já estão praticamente 100% de acordo com a legislação.

“Recentemente foi instalada a sinalização vertical. Ela é a orientação para os pilotos e garante maior segurança para as aeronaves no pátio. Essa instalação foi finalizada há aproximadamente duas semanas e já está em pleno funcionamento. Agora vamos protocolar junto à Anac o pedido de vistoria e esperar que venham liberar a certificação definitiva”.

Luciano ainda destaca que verifica com a Azul a possibilidade de implantação de novas linhas aéreas em Toledo. “A maioria dos passageiros têm elogiado bastante e com frequência pedem por mais rotas, como São Paulo e Campinas. Espero e torço que o mais breve possível novas linhas estejam funcionando no município”.

Para o secretário da Deseco, Jozimar Polasso, o momento é de agradecer. “Os números desses seis meses de operações comerciais em Toledo são de grande importância e valia para a sociedade, município e região. Por isso, o momento é de comemorar e agradecer à toda a equipe do aeroporto e a sociedade que entendeu o objetivo desse trabalho, que é trazer o desenvolvimento para nossa terra e nossa gente. Bem como gerar emprego e renda para o município e região”.

Outras pessoas também não imaginavam que Toledo teria demanda suficiente para quase lotar voos diários para Curitiba. É o caso de Marcos Destefeni, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit). “Nós não sabíamos dessa demanda reprimida que existe no município. Quando trabalhamos com a Prefeitura para trazer os vôos para cá não imaginávamos a grandiosidade dessa demanda. Isso mostra a viabilidade e sucesso do projeto, agora vamos lutar pela ampliação desses vôos”.

Pessoas como a Marta Clivatti de Cascavel e Lucas Chalinski de Curitiba aguardavam o embarque para Curitiba na última sexta feira (5). Eles são prova de que pessoas de fora também estão utilizando os serviços do aeroporto de Toledo. Embora seja de Cascavel, Marta estava em outra cidade e veio para Toledo embarcar para Curitiba. “Facilitou pois é o aeroporto mais próximo de onde eu estava”.

Para Lucas, os voos diários são muito relevantes visto que Toledo é polo do agronegócio. “Vim a trabalho para uma empresa do ramo agro e acredito que isso vai ajudar muito no desenvolvimento do agronegócio da região”.

Para que os voos comerciais pudessem ser implantados no Aeroporto Luiz Dalcanale Filho, houve importantes investimentos financeiros e muita dedicação dos envolvidos. A atual gestão já investiu mais de R$ 4 milhões em reforma e adequação do espaço nos últimos dois anos. O Aeroporto também contou com o investimento da Acit de R$ 700 mil.

Facebook Comments