Toledo deve receber quase R$ 2 milhões para a saúde

Na quarta-feira (03), integrantes da Associação dos Portadores de Lesão por Esforço Repetitivo (APLER) reuniram-se com o prefeito Lucio de Marchi em seu gabinete para oficializar a disponibilidade de recursos financeiros para a área da saúde de Toledo. São quase R$ 2 milhões, que poderão ser obtidos pelo município desde que apresente projetos de investimento do dinheiro. O montante é proveniente de multa paga pela BRF por descumprir medidas obrigatórias de segurança e saúde do trabalhador.

Segundo o vice-presidente da APLER, Laerson Mathias, a associação conseguiu que verba não fosse para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), mas que fosse revertida para investimentos em saúde na localidade dos trabalhadores afetados.

O município tem prazo até dia 20 de julho para apresentar os projetos para a APLER e para o Ministério Público, que vão avaliar e decidir a quantia de recurso que será repassada para Toledo. O montante encontra-se em posse do Poder Judiciário e tem prioridade para ser investido em ações de saúde na área de abrangência da empresa multada.

A secretária da saúde, Denise Liell adiantou que o município já tem um projeto pronto para captação do recurso. “Já temos o projeto arquitetônico finalizado de uma Unidade Básica de Saúde para Toledo. Isso por si só já reforça a expectativa de obtermos esse recurso e melhorar a saúde do município”.

Toledo já foi beneficiado com a destinação de quase R$ 4,6 milhões no ano de 2017 por indicação da APLER. O dinheiro foi investido na reforma do Pronto Atendimento Dr Jorge Milton Nunes (Mini Hospital), construção do Centro Municipal de Fisioterapia e Reabilitação, e reforma das novas instalações da Central de Especialidades.

Facebook Comments