Mindful Eating: Uma nova forma de se relacionar com a comida

Por Alessandra Fiori – Nutricionista.

É fácil observar na prática clínica de consultório a maneira como as pessoas tem se relacionado com a alimentação, e mais, como tem se desenvolvido patologias de cunho emocional, como a ansiedade e depressão.

Vivemos em uma sociedade que tem se alimentado muito rápido, não mastigam os alimentos, normalmente se alimentam quando estão ansiosos, quando estão tristes, felizes, em frente à televisão, em pé, com o celular, pensando no que precisam fazer e sobre todos os problemas que não resolveram ainda, ou seja, quando não estão com a consciência plena.

Essa pressa e atropelamento provocam reações negativas ao organismo, primeiro de tudo é que a digestão é prejudicada, pois quando estamos nestas situações se alimentando os hormônios do estresse ficam altos, deste modo, não há um processo de digestão e metabolização perfeito.

Outro aspecto muito importante que é um desencadeador da obesidade e outras patologias relacionadas, são os hormônios da saciedade que não funcionam corretamente, então quando consumimos alimentos sem estar com atenção plena, comemos muito mais que o necessário.

O mindful eating tem como objetivo aliar o emagrecimento, mas o principal, fazer com que tenhamos uma melhor relação com a comida, para que saibamos identificar melhor nosso nível de fome, de saciedade, de prazer ao se alimentar. A técnica é baseada em atenção plena, trazer toda a atenção para o ‘’aqui e agora’’.

 

Confira algumas estratégias utilizadas no mindful eating:

• Antes das refeições faça respirações profundas, relaxe os ombros;

• Identifique se realmente é fome física ou fome emocional;

• Identifique se existe algum sentimento presente, ansiedade, estresse, tristeza, frustração envolvida e tente se conectar com o agora, com o momento presente;

• Busque ambientes tranquilos para realizar suas refeições;

• Esqueça a televisão, celular e qualquer tipo de dispositivo, fuja das distrações;

• Conecte-se com o seu alimento, com seu instinto;

• Faça um prato bonito e colorido, você merece!

• Agradeça o seu alimento, imagine de onde ele veio, como foi produzido, preparado, os temperos que foram adicionados;

• Sinta o aroma da sua comida;

• Mastigue devagar e coma tranquilamente;

• Cada vez que colocar o alimento na boca, explore os cinco sentidos, cheiro, textura, deixe o alimento derreter na boca, passar por todas as papilas gustativas, sinta o sabor;

• Pare de comer assim que se sentir levemente saciado, confortável e não extremamente cheio ou estufado;

• Mastigue pelo menos 30 vezes;

• Tenha atenção ao caminho que alimento faz, para que passe sutilmente pela garganta, que você não sinta desconforto ao alimento passar por este caminho;

É preciso desacelerar e tranquilizar, essa é uma ferramenta eficaz e saudável para ter uma relação melhor com a comida, para evitar compulsão alimentar, para respeitar os sinais da saciedade e assim promover também o emagrecimento e a qualidade de vida.

 

Alessandra Fiori, 21 anos. Nutricionista e Pós Graduanda em Nutrição Clínica Funcional

 

Siga no Instagram: @soulfitnutri

Facebook Comments