Exercícios Físicos em Jejum: Vale a pena?

O emagrecimento vem sendo alvo de muitas opiniões sem fundamentos científicos e diversas vezes de indivíduos que nem se quer são profissionais da área da saúde.

É necessário anos de estudo para entender o funcionamento do organismo humano, muitas aulas de fisiologia e metabolismo, para que assim seja possível repassar informações coerentes sobre o assunto.

Pra começar, vamos respondendo a pergunta alvo, exercícios físicos em jejum, vale a pena?

A resposta é: Depende!

Treinar em jejum: Mito ou realidade?

 

Sabendo que todos os seres vivos são seres individuais, com suas próprias emoções, com seu próprio metabolismo, é muito difícil afirmar que seja ruim ou que seja bom para todas as pessoas.

Vamos aos fatos… vários estudos científicos nos mostram que realizar exercícios aeróbicos em jejum gera um nível maior de oxidação lipídica, podendo oxidar até 30% mais gordura do que em um estado alimentado.

Em contrapartida, o mesmo estudo observa um aumento quase dobrado do cortisol (nosso hormônio do estresse) que é necessário ter seus níveis diminuídos para ocorrer processos de emagrecimento e vários outros processos metabólicos, contraditório não?

Níveis elevados de cortisol no período da manhã são normais, é uma resposta do organismo para que precisemos nos alimentar por uma questão de sobrevivência, porém, fazer exercícios físicos em jejum faz com que o nosso organismo se estresse ainda mais, buscando outras fontes de energia, aumentando a inflamação, a produção de radicais livres e fazendo com que a nossa tireóide fique com sua função prejudicada.

Pode-se concluir então, que de fato, treinar em jejum emagrece sim, entretanto, pode afetar negativamente uma perda de peso à longo prazo.

A primeira fonte de energia do nosso organismo é a glicose, advinda de carboidratos, na falta dos carboidratos, o organismo vai utilizar as proteínas para retirar sua energia.

As proteínas possuem funções bem mais específicas no metabolismo, como a construção e reparo de tecidos, conhecido também como hipertrofia.

Deste modo, as proteínas não vão fazer suas funções de construção e hipertrofia, mas sim, de energia, prejudicando o ganho de massa magra. Sendo assim, para quem está buscando hipertrofia não seria tão legal fazer um treino de barriga vazia.

Vale lembrar, que mesmo no emagrecimento, a manutenção muscular é essencial. Os músculos possuem várias funções para nosso corpo, como a movimentação de substâncias, produção de calor, estabilização das posições corporais e produção dos movimentos corporais.

Além de ser muito mais fácil perder gordura quando se tem uma boa estrutura muscular.

Ficou em dúvida se treinar em jejum é adequado pra você? Procure um nutricionista e um profissional de educação física para te orientarem melhor sobre qual a alimentação e o treino ideal pra você.

 

Alessandra Fiori, 21 anos. Nutricionista e Pós Graduanda em Nutrição Clínica Funcional
Facebook Comments