Redução do número de vereadores gera polêmica em Toledo

Uma proposta de redução do número de vereadores em Toledo foi assinada na última semana por nove parlamentares. Trata-se de um projeto de emenda à Lei Orgânica do Município, de autoria do vereador Walmor Lodi, que propõe reduzir as atuais 19 cadeiras no legislativo para 15. 

Para que seja aprovada, a proposta precisa de dois terços dos votos da Câmara (14 vereadores).

“Desde 2015, todos os anos vim apresentando esta proposta, porém sem êxito. Enfim conseguimos reunir 9 assinaturas para que vá a plenário para discussão e votação”, explicou o vereador Lodi.

(Continua após a publicidade…)

A principal justificativa para a redução é a economia de alguns milhões que poderá ser gerada aos cofres públicos em um mandato.

Outro ponto a favor é que, teoricamente, a medida não diminuiria a representatividade da população, já que 15 parlamentares seria um número suficiente para uma cidade do porte de Toledo, que hoje tem 138 mil habitantes. (Exemplo: Foz do Iguaçu com 260 mil habitantes e Maringá com 420 mil habitantes têm 15 vereadores).

Assinaram a matéria: Walmor Lodi, Gabriel Baierle, Marcos Zanetti, Vagner Delabio, Leandro Moura, Janice Salvador, Marli do Esporte, Ademar Dorfschimit e Leoclides Bisognin. Foto: Reprodução/Facebook.

 

DISCUSSÃO E TROCA DE FARPAS

A repercussão do projeto de redução foi grande nas redes sociais, acalorada principalmente pelo vice-prefeito Tita Furlan, entusiasta da proposta, e o presidente da Câmara Antônio Sérgio de Freitas (Zóio), que se posicionou contra. 

O presidente da Câmara afirmou não concordar com a matéria que, segundo ele, também deveria contemplar a redução no salário dos vereadores. “Eu não assinei, pois quero que façam as coisas certas. Não somente baixar o número de vereadores como foi proposto, mas também baixar o salário em 70% e também reduzir o salário do vice prefeito Tita Furlan, que a gente nunca o encontra em seu local de trabalho”, disse o presidente por meio de nota e vídeo em seu Facebook.

Veja o vídeo:

O vice-prefeito Tita Furlan também usou sua página do Facebook para responder o vereador Antônio Zóio e segue apoiando o projeto.

Veja o que disse o vice-prefeito após críticas do presidente da Câmara:

 

Ainda não há previsão para que a proposta seja discutida e votada na Câmara de Toledo.

 

Foto destaque: Câmara de Toledo.

Facebook Comments