Polícia apreende celulares em macarronada na cadeia de Assis

Mesmo sabendo dos riscos, duas mulheres até que tentaram, mas não tiveram êxito e foram flagradas pelos Agentes de Carceragem da 48ª DRP tentando entrar com dois aparelhos de celular.

Os celulares estavam escondidos num fundo falso de uma vasilha cheia com macarronada. Todas as quartas-feiras ocorrem visitas aos que estão encarcerados na cadeia de Assis Chateaubriand.

Neste dia, mesmo os detentos recebendo marmita, todos os dias, familiares acabam levando alguns alimentos para os seus parentes.

Como é de praxe os agentes realizam uma minuciosa revista tanto nas pessoas que entram bem como nos alimentos.

Ao observar o recipiente que continha praticamente um quilo de macarrão cozido e temperado, causou estranheza.

Foram observadas algumas irregularidades no tamanho da vasilha e então foi descoberto que havia um recipiente dentro do outro, fazendo assim um fundo falso. Tão logo os agentes descobriram, o alimento foi retirado sendo localizado os aparelhos.

Diante da situação as mulheres foram autuadas no artigo 349-A, do Código Penal- Ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional. Pena: detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano.

De acordo como chefe da 48ª DRP, delegado Lacerda, “É uma situação de flagrante, porém por ser um crime de menor potencial ofensivo a lei trás a possibilidade de o autor, no caso especifico das mulheres, a assumirem um termo de compromisso de comparecer a uma audiência, não sendo encarceradas, presas propriamente, a visita foi suspensa para o detento no dia de hoje”, destacou a autoridade policial.

Não é primeira vez que tal situação ocorre na delegacia.

“Estamos tratando do assunto internamente e realizando reuniões com o judiciário e outros órgãos, para tentar conseguir um aparelho de raio -X, por conta que há precedentes de pessoas que tentam entrar não somente com celular, mas com entorpecente”, finalizou o delegado.

Uma das mulheres é reincidente, pois mês passado já havia sido flagrada tentando adentrar com um celular.

 

Fonte: Vale Verde FM/Erico Malvezi.

Facebook Comments